Aprender Brincando: 6 brincadeiras que ajudam no desenvolvimento da fala

20211014 brincadeiras que ajudam no desenvolvimento da fala

A emoção de ter um filho e a alegria que uma criança traz para uma casa, é algo que não tem preço, é uma renovação diária de bons sentimentos que só aumentam com o passar do tempo. Mas será que a ansiedade de uma mulher que está esperando um bebê é maior do que a vontade de ver o seu filho pronunciar a primeira palavra?

Muitos sentimentos fazem parte da rotina dos pais com seus filhos, e com certeza é algo inexplicável, pois ao mesmo tempo que os pais querem que seus filhos cresçam, alguns desejam que o pequeno, permaneça pequeno o resto da vida, concordam?

Claro que a criança vai crescer, se desenvolver e viver sua vida, mas antes da última opção que levará muitos anos para acontecer, muitos desafios vão marcar a trajetória de vida deste ser que recém chegou ao mundo, por isso os pais estarem alertas e observarem o comportamento de seus filhos é importante.

Primeiras palavras

Todo bebê começa a emitir sons entre dois a três meses, um dos sinais a se observar é que quando eles começam a transmitir esses sons, o olhar é diretamente aos pais, como se eles estivessem se comunicando realmente. Muito além dos sons, o que os próprios bebês falam ou pronunciam, eles também ouvem a própria voz, é a partir deste momento que o desenvolvimento da fala tem início de fato.

Com seis meses a interação com quem está ao seu redor é maior, isso porque os bebês passam a ter uma consciência social, até estranham pessoas desconhecidas. Já com nove meses, palavras bilabiais podem começar e serem ditas e com um ano, as tão esperadas “mamãe e papai”.

Só mais um detalhe, as primeiras palavras podem começar a ser pronunciadas até dois anos de idade, caso chegue a essa idade e a criança não começou a falar, é bom procurar ajuda profissional de um fonoaudiólogo.

Desenvolvendo a fala

É muito bom estimular os pequenos neste processo de descobertas, desenvolvendo a comunicação por gestos e a linguagem não verbal, dessa forma, eles aprenderão a comunicação oral e sua importância.

Muitos exercícios e brincadeiras podem ser feitos para dar auxílio e ajudar o desenvolvimento da fala do pequeno, como:

  • Contação de histórias: A contação de histórias permite que a imaginação ganhe asas, com ela é possível criar novas histórias e adaptações com o mundo real, fazendo com que habilidades de comunicação se desenvolvam. Crie um mundo, com personagens e vozes.
  • Leitura: Ler é importante, porque os livros infantis são ilustrados com muitas imagens que permitem ampliar o vocabulário de novas palavras. Um exemplo é ao ver o desenho de uma árvore e ouvir a palavra referente à imagem com a descrição, logo a criança assemelha com a realidade e vai começar a pronunciar a palavra.
  • Adivinhação: Conforme o exercício anterior, se você ensinou o pequeno a conciliar a imagem em detalhes, agora é hora de fazê-lo adivinhar o objeto pela sua descrição, mas este é um exercício que deve ser feito quando a criança já está pronunciando algumas palavras, entre um e dois anos geralmente.
  • Cantar: As músicas infantis tem uma melodia suave, com palavras fáceis de serem compreendidas, além de ajudar muito no desenvolvimento da fala e você pode começar desde o primeiro mês de vida. Atualmente o mercado oferece uma variedade muito grande de produtos infantis e de musicalização, mas o que você acha de cantar para seu pequeno uma música que foi marcante em sua infância? Além do mais, você pode descobrir um novo talento para a música, já pensou?
  • Conversar: Entenda que a forma de comunicação dos bebês é o choro, com o tempo, eles passam a desenvolver sons que até podem parecer brincadeiras, mas que na verdade já é o interesse pela fala. Se passear com seu pequeno, aponte os objetos à volta falando seus respectivos nomes, como: cachorro, árvore, carro, tudo de forma natural. É normal que as primeiras palavras ao serem pronunciadas sejam erradas, ou melhor dizendo, na linguagem dos bebês, nesta fase é importante falar a pronúncia correta como “biquedu taiu” sem corrigir, apenas diga “brinquedo caiu”, dessa forma a criança começa a entender a pronúncia correta da fala.
  • Incentivar e encorajar: Se na vida adulta nós produzimos e rendemos mais quando somos encorajados, com os bebês acontece a mesma coisa, tentar entender os sinais que eles emitem e incentivar a comunicação, dará coragem para que eles se pronunciem. Parabenizar pela tentativa de fala, fará com que eles se desenvolvam mais.

Cada um no seu tempo

Com todas essas dicas, é importante lembrar que cada criança tem seu tempo de desenvolvimento, por isso não tenha pressa para forçar o pequeno a falar e a compreender o mundo a sua volta, mas sim observe seu desempenho e aproveite cada momento de crescimento por mínimo que seja.

Também observe muito, pois conforme já falamos é entre um e dois anos que os pequenos começam a pronunciar suas primeiras palavras. Muita atenção aos sinais de interação e desenvolvimento ao que eles transmitem, para saber se é necessário ou não buscar ajuda profissional.

Agora você sabe um pouco mais sobre a linguagem dos bebês e como compreendê-los, sendo que um bom livro é a fonte principal de aprendizado e desenvolvimento da criança, por isso o Clube de Livros Ovelhinhas é muito mais que uma assinatura de livro infantil, nós existimos, para colaborar com a educação dos pequenos, união das famílias e garantir excelentes livros aos seus filhos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.